???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/3847
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Gestão de Recursos Humanos em organizações sustentáveis: análise à luz do Global Reporting Initiative e da Administração Renovada.
???metadata.dc.creator???: D´amorim, Amanda Raquel de França Filgueiras 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Machado, André Gustavo Carvalho
???metadata.dc.description.resumo???: Um dos desafios da sustentabilidade está em construir novas estratégias de ação que resgatem valores básicos compatíveis com a ética e o respeito à dignidade humana. E a gestão de RH torna-se fragilizada, no sentindo de compatibilidade de suas ações com o discurso da sustentabilidade. O objetivo do estudo foi analisar as ações de Recursos Humanos (RH) desenvolvidas em organizações sustentáveis, à luz do Global Reporting Initiative (GRI) e da Administração Renovada. A estratégia de pesquisa adotada foi de estudo de casos múltiplos. Para isto, foram selecionadas três instituições financeiras- bancos que emitiam relatórios Global Reporting Initiative (GRI) localizadas no município de João Pessoa/PB. Para a análise dos dados, optou-se pela técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), proposta por Léfevre e Léfevre (2005). Como resultados, destacaram-se premissas e elaboraram-se princípios que conduziram à conceituação e elaboração de 20 ações de RH sustentável, alinhados aos indicadores do GRI, aos subsistemas de GRH e aos aspectos da Administração Renovada, adequando-as para sua aplicabilidade no ambiente interno. Com relação à identificação da compatibilidade das ações desenvolvidas pela área de RH com os indicadores de sustentabilidade (GRI) e Administração Renovada, concluiu-se que, as instituições financeiras desenvolvem mais ações não sustentáveis ou parcialmente sustentáveis do que propriamente sustentáveis, revelando dissonância do discurso com a prática de gestão. Identificou-se 38 ações distribuídas nos diversos subsistemas de GRH. Dessas, 14 foram consideradas ações de RH sustentável (atenderam completamente às referências de análise - GRI e Administração Renovada); 13 foram ações parcialmente sustentáveis (atendendo ora aos indicadores de sustentabilidade ora aos aspectos da Administração Renovada) e 11 não foram consideradas sustentáveis (ou seja: não atenderam a alguma referência de análise). Quanto às dificuldades para a condução de ações, constatou-se complexidade das mudanças de comportamento e o estrangulamento do horário de trabalho em decorrência da sobrecarga de atividades bancárias, faltando tempo para a humanização. E quanto às facilidades para a condução de ações constatou-se o compromisso do banco com a sustentabilidade. Conclui-se que os indicadores do GRI, por si só, não favorecem o desenvolvimento de ações de RH na perspectiva da sustentabilidade. Sua associação aos aspectos da Administração Renovada possibilita ações mais humanitárias na gestão de RH e seu fortalecimento junto às estratégias da organização.
Abstract: One of the challenges to sustainability lies upon building elements of reflection and new strategies of action that rescue basic values compatible with ethics and respect to human dignity. The area of Human Resources becomes fragile upon the compatibility of its actions with the discourse of sustainability. The objective this study is to analyze Human Resources action developed in sustainable organizations at the light of Global Reporting Initiative (GRI) and of Renewed Administration. The research strategy adopted was multiple case study. For this, three were selected financial institutions banks, and that issued the report global reporting initiative (GRI) in João Pessoa/PB. For the analysis of data, we opted for technical Collective Subject Discourse proposed by Lefèvre (2005). As results, hypotheses were raised that led to conceptualization and elaboration of 20 (twenty) sustainable Human Resources actions, on line with GRI indicators, with GRH subsystems and Renewed Administration adapting to their applicability in the internal ambiance. As to the identification of the compatibility of the actions developed in RH with the indicators of sustainability (GRI) and Renewed Action the conclusion is that financial institution develop more sustainable actions or partially sustainable than properly sustainable, revealed dissonance between the discourse and the practice of management. 38 actions were distributed in the many subsystems of GRH. Amongst these, were considered able (attending completely to the references of analysis), 13 were partially sustainable (attending both the indicators of sustainability and the spects of aspects of Renewed Administration and 11 were not considered sustainable (therefore attended to no references of analysis). As to difficulties for the actions, it was observed the complexities of changes in behavior and the work timetable being strangled because of too many bank activities, there being no time for humanization. As to facilities for the conduct of actions was found the bank's commitment to sustainability. Conclude that GRI indicators for themselves do not favour the development of RH actions in the perspective of sustainability. Its association with aspects of Renewed Administration makes possible more humanitarian action in RH administration and it s strengthening with the strategies of the organization.
Keywords: Sustentabilidade
Administração Renovada
Gestão de Recursos Humanos
Sustainability
Renewed Administration
Management of Human Resources
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Administração
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós Graduação em Administração
Citation: D´AMORIM, Amanda Raquel de França Filgueiras. Gestão de Recursos Humanos em organizações sustentáveis: análise à luz do Global Reporting Initiative e da Administração Renovada.. 2009. 188 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2009.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/3847
Issue Date: 28-Aug-2009
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Administração

Files in This Item:
File SizeFormat 
arquivototal.pdf664.74 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.