???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/4308
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Efeitos da suplementação de zinco e do treinamento físico sobre o metabolismo e a densidade óssea de ratas ovariectomizadas
???metadata.dc.creator???: Maia, Lígia de Albuquerque 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Alves, Simone Bezerra
???metadata.dc.description.resumo???: A osteoporose é um sério problema de saúde pública, e cada vez mais, é reconhecida como enfermidade limitante da qualidade de vida, em especial para pessoas idosas. O papel do zinco na nutrição humana vem sendo bastante estudado. Vários hormônios e enzimas zinco-dependentes estão envolvidos no metabolismo ósseo. A atividade física tem sido defendida como um dos meios de promover aumento e manutenção da densidade mineral óssea (DMO). Sendo assim, esta pesquisa tem como objetivo determinar os efeitos da suplementação com zinco e/ou do treinamento físico com impacto limitado pelo meio aquático sobre o metabolismo e a densidade mineral óssea (DMO) de ratas ovariectomizadas. Desta forma, utilizou-se 60 ratas Wistar divididas em 5 grupos: Sham (S), controle ovariectomizado (Cox), zinco (Z), treinamento físico (TF) e zinco + treinamento físico (ZTF). Os grupos Z e ZTF receberam diariamente suplementação de zinco (25 mg/Kg de massa corporal) sob a forma de ZnSO4.7H2O via oral (gavagem) durante 9 semanas. Os grupos TF e ZTF realizaram um protocolo de saltos aquáticos com carga progressiva três vezes por semana durante 10 semanas. Os parâmetros foram analisados por meio do teste t student pareado e ANOVA one way com post hoc de Newman-Keuls. Quando necessário, o teste ANOVA foi substituído pelo seu equivalente não paramétrico Kruskal-Walli. Adotou-se um nível de significância de 5% para todos os testes. A concentração sérica de fosfatase alcalina foi maior no grupo Cox (p < 0,01) quando comparado aos grupos C (p < 0,01) e ZTF (p < 0,05). A análise da DMO mostrou que esta foi maior para os grupos TF (p < 0,05) e ZTF (p < 0,05) quando comparados aos grupos Cox e Z para as regiões da cabeça e colo cirúrgico femorais. Então, pode se observar que a suplementação de zinco não foi eficaz em promover aumento do metabolismo ósseo e da DMO, porém o protocolo de treinamento físico conseguiu intensificar a resposta osteogênica em ratas osteopênicas de maneira região dependente, podendo constituir uma modalidade terapêutica alternativa mais eficaz a ser utilizada no tratamento e na prevenção de perda óssea.
Abstract: Osteoporosis is a serious public health problem, and increasingly is recognized as a disease limiting quality of life, especially for the elderly. The role of zinc in human nutrition has been extensively studied. Several hormones and zinc-dependent enzymes are involved in bone metabolism. Physical activity has been advocated as a means to increase and maintain bone mineral density (BMD). Thus, this study aims to determine the effects of zinc supplementation and/or physical training with limited impact on the aquatic environment in bone metabolism and bone mineral density (BMD) in ovariectomized rats. Sixty (60) Wistar female rats were divided into 5 groups: Sham (S), ovariectomized control (Cox), zinc (Z), physical training (PT) and zinc + physical training (ZTF). The groups Z and ZTF received daily zinc supplementation (25 mg/kg of body weight) in the form of ZnSO4.7H2O by gavage for 9 weeks. Groups TF and ZTF performed a progressive loading exercise program of jumps in water three times a week for 10 weeks. The parameters were analyzed using Student t test and one-way ANOVA with post hoc Newman-Keuls. When necessary, ANOVA one way was replaced by its equivalent non-parametric Kruskal-Walli. A significance level of 5% was adopted for all tests. Serum alkaline phosphatase was higher in Cox (p <0.01) when compared to the groups C (p <0.01) and ZTF (p <0.05). The BMD analysis showed that it was greater for TF (p <0.05) and ZTF (p <0.05) when compared to Cox and Z groups for the femoral head and femoral neck surgery. Therefore, zinc supplementation was not effective in increasing bone turnover and BMD, but the physical training protocol was able to enhance the osteogenic response in osteopenic rats in a region dependent way, and may constitute a more effective therapeutic modality for use in the treatment and prevention of bone loss.
Keywords: Zinco
Osso
Densidade óssea
Exercício terapêutico
Zinc
Bone
Bone density
Exercise therapy
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Ciências da Nutrição
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós Graduação em Ciências da Nutrição
Citation: MAIA, Lígia de Albuquerque. Efeitos da suplementação de zinco e do treinamento físico sobre o metabolismo e a densidade óssea de ratas ovariectomizadas. 2010. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Nutrição) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2010.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/4308
Issue Date: 5-Mar-2010
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição

Files in This Item:
File SizeFormat 
arquivototal.pdf1.27 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.