???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6533
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Fatores de risco associados à infecção hospitalar em uma Unidade de Terapia Intensiva
???metadata.dc.creator???: Figueiredo, Danielle Alves 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Nascimento, Joao Agnaldo do
First advisor-co: Vianna, Rodrigo Pinheiro de Toledo
???metadata.dc.description.resumo???: A infecção hospitalar é um importante agravo de saúde pública que nos últimos anos tem contribuído no incremento das taxas de morbimortalidade, permanência hospitalar e nos custos. A gama de procedimentos invasivos realizados frequentemente nos pacientes de unidade de terapia intensiva vem predispondo os mesmos ao desenvolvimento da infecção. O objetivo do estudo foi de analisar a incidência de episódios de Infecção Hospitalar e a associação com os fatores de risco na Unidade de Terapia Intensiva. Trata-se de um estudo observacional, do tipo coorte não concorrente, realizado na Unidade de Terapia Intensiva de um Hospital Público Municipal de João Pessoa, no período de janeiro a outubro de 2011. Foram incluídos os pacientes críticos com tempo de hospitalização superior a 24 horas na Unidade de Terapia Intensiva, totalizando uma amostra de 244 pacientes. Por meio das fichas de busca ativa, das fichas de registro de notificação das infecções hospitalares do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar e dos prontuários foram identificados os casos de infecção hospitalar e os principais fatores de risco associados. Na análise dos dados, evidenciou-se que de um total de 244 pacientes, 51,6% (126/244) era do gênero masculino e 48,4% (118/244) feminino com média de idade de 63,02 anos. A taxa de infecção hospitalar foi de 23,4% (57/244). A topografia mais prevalente foi corrente sanguínea/ infecção associada a cateter 38,59%, pneumonia associada à ventilação mecânica 38,59% e trato urinário 21,05%. Os principais microrganismos envolvidos com a etiologia destas infecções foi a Pseudomonas aeruginosa (31,58%), Acinetobacter baumanni (15,79%) e Klebsiella pneumoniae (10,53%). O acesso venoso central, ventilação mecânica, traqueostomia, sonda nasogástrica e o tempo de permanência na Unidade de Terapia Intensiva foram considerados fatores de risco para ocorrência da infecção hospitalar. Conclui-se que a alta tecnologia empregada nas Unidades de Terapia Intensiva vem prolongando a sobrevida dos pacientes. Em contrapartida, observase o aumento do risco de infecção hospitalar nos pacientes criticamente enfermos. Urge assim, a necessidade de um planejamento e um processo de implementação de protocolos específicos e medidas bem estabelecidas, com tomadas de decisões multiprofissionais, com investimentos em educação continuada para prevenir e controlar a infecção contribuindo desta forma, para a mitigação dos fatores de risco e consequentemente a redução das taxas de infecção hospitalar.
Abstract: Nosocomial infection is an important public health problem in recent years has contributed to increased rates of morbidity, hospital stay and greater costs. The range of invasive procedures performed in intensive care patients predisposes them to development of Nosocomial Infections. The objective of this study was analyze the incidence of nosocomial infections and the association with risk factors in the Intensive Care Unit. This is an observational study, non-concurrent cohort study, performed in the Intensive Care Unit of a Municipal Public Hospital in João Pessoa, on the period from January to October 2011. We included critically ill patients hospitalized for more than 24 hours in the Intensive Care Unit, a total sample of 244 patients. By the use of active search forms, The Hospital Department for Infection Control registration forms and Hospital Medical Records were identified cases of nosocomial infection and its main risk factors. In the data statistical analysis, showed that a total of 244 patients was observed: 51.6% (126/244) were male and 48.4% (118/244) females with a mean age of 63.02 years. The nosocomial infection rate was 23.4% (57/244). The most prevalent site was bloodstream/catheter-associated infection 38.59%, ventilation associated pneumonia 38.59% and urinary tract infection 21.05%. The main microorganisms involved in these infections were Pseudomonas aeruginosa (31.58%), Acinetobacter baumannii (15.79%) and Klebsiella pneumoniae (10.53%). The central venous access, mechanical ventilation, tracheostomy, nasogastric tube and length of Intensive Care Unit stay were considered risk factors for the occurrence of hospital infection. It is concluded that the high technology used in the Intensive Care Unit has prolonged patient survival. In contrast, there is an increased risk of cross infection in critically ill patients. Thus, urge the need for planning and implementing a process of specific protocols and measures well established, with multidisciplinary decisionmaking, with investments in continuing education to prevent and control infection thus contributing to the mitigation of risk factors and consequently reducing the rate of nosocomial infection.
Keywords: Infecção Hospitalar
Fatores de Risco
Unidade de Terapia Intensiva
Nosocomial Infection
Risk Factors
Intensive Care Unit
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Ciências Exatas e da Saúde
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde
Citation: FIGUEIREDO, Danielle Alves. Fatores de risco associados à infecção hospitalar em uma Unidade de Terapia Intensiva. 2012. 107 f. Dissertação (Mestrado em Modelos de Decisão e da Saúde) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2012.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6533
Issue Date: 8-Jun-2012
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde

Files in This Item:
File SizeFormat 
arquivototal.pdf3.36 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.