???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6656
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Análise quantitativa da infiltração de quinolina em lesões cariosas naturais proximais de esmalte
???metadata.dc.creator???: Brito, Camila Santos de Mattos 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Sousa, Frederico Barbosa de
???metadata.dc.description.resumo???: A imersão em quinolina de lesões naturais de cárie em esmalte tem sido importante para determinar o tamanho da lesão e áreas com diferentes tamanhos de poros. No entanto, dados volumétricos quantitativos resultantes da infiltração desta substância não estão disponíveis na literatura. Sendo assim, o presente trabalho objetivou apresentar os primeiros dados quantitativos volumétricos do infiltrado por quinolina (na maioria das amostras < 50 % do volume de poros foram infiltrados) em camadas histológicas (incluindo zona escura) de cortes por desgaste de lesões cariosas naturais em esmalte (n = 20). Além disto, verificou-se que um parâmetro relacionado à permeabilidade previu 60 % da variância da infiltração volumétrica. A distância da superfície do esmalte original foi inversamente relacionada com o volume infiltrado. Na maioria das lesões, a zona translúcida não foi o front da lesão. Mapeamento em 2D em tempo real de processos de transporte após a imersão em quinolina, através de microscopia de luz polarizada, revelou primeiramente um fluxo de água para o exterior e uma conseguinte penetração por quinolina, ambos seguindo a trajetória dos prismas paralelamente ao eixo principal dos cortes por desgaste. Novos eventos da natureza dos processos de transporte em cortes por desgaste aqui relatados podem ser explorados para melhorar a eficiência de ambos os agentes remineralizantes e infiltrantes de resina para tratamento de lesões cariosas.
Abstract: Immersion of natural enamel caries (NEC) in quinoline has been important for determining lesion size and mapping areas with different pore sizes, but quantitative volumetric data of the infiltration are not available. Here we provide first quantitative volumetric data of the volume infiltrated by quinoline (mostly < 50% of pore volume were infiltrated) in histological layers (including dark zone) of ground sections of NEC lesions (n = 20) and report that a parameter related to permeability predicted 60% of the variance of the volumetric infiltration. Distance from the original enamel surface was inversely related to the infiltrated volume. In most lesions the translucent zone was not the lesion front. Real-time 2D mapping of transport processes after immersion in quinoline revealed an early outward water flow and a late inward quinoline penetration, both following prisms paths parallel to the main axis of ground sections. New events of the nature of transport processes in ground sections of NEC lesions reported here can be explored to improve efficiency of both remineralizing agents and resin infiltrants for treatment of NEC.
Keywords: Esmalte
Cárie dental
Histologia
Permeabilidade
Zona escura
Enamel
Dental caries
Histology
Permeability
Dark zone
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Odontologia
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós Graduação em Odontologia
Citation: BRITO, Camila Santos de Mattos. Análise quantitativa da infiltração de quinolina em lesões cariosas naturais proximais de esmalte. 2014. 48 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2014.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6656
Issue Date: 28-Feb-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Odontologia

Files in This Item:
File SizeFormat 
arquivototal.pdf1.87 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.