???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6946
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Influência da assimetria hemisférica na evolução funcional e perceptivo-visual após acidente vascular cerebral
Other Titles: Hemispheric assymmetric for functional evolution and visual perception after stroke
???metadata.dc.creator???: Andrade, Suellen Mary Marinho dos Santos 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Santos, Natanael Antonio dos
???metadata.dc.description.resumo???: O objetivo deste estudo foi analisar a evolução funcional e perceptivo-visual de pacientes com lesões no hemisfério direito e esquerdo, durante os estágios agudo, subagudo e crônico do Acidente Vascular Cerebral (AVC). Foi realizado um estudo com 40 participantes, envolvendo pacientes com lesões no hemisfério direito com e sem heminegligência (HD+ e HD-, respectivamente), pacientes com lesão no hemisfério esquerdo, sem heminegligência (HE-) e indivíduos saudáveis (GC). As avaliações sócio-demográfica e clínica foram realizadas no período de internação hospitalar e, posteriomente, foram realizadas avaliações relacionadas à evolução funcional e perceptivo-visual. A evolução funcional compreendeu análise da atenção espacial, controle postural, marcha e independência funcional. Quanto à evolução perceptivovisual, foi analisada a curva de sensibilidade ao contraste dos participantes, através do método psicofísico da escolha forçada, tendo sido empregados estímulos do tipo grade senoidal, com freqüências espaciais de 0,6; 2,5 e 10,0 ciclos por grau de ângulo visual (cpg). Estas avaliações foram realizadas decorridos 1 mês da lesão vascular e repetidas no 3º e 6º meses após o episódio de AVC. Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos com relação às variáveis sócio-demográficas (χ2=6,42; p<0,08) e não foram verificadas correlações diretas entre o desempenho neuropsicológico e o lado afetado pelo AVC (p>0,05). Com relação à taxa de recuperação, foi observada melhora do comprometimento de todas as variáveis analisadas ao longo dos três estágios do AVC. Os pacientes, com lesão à direita e à esquerda, alcançaram menor desempenho na avaliação funcional e perceptivo-visual quando comparados aos participantes saudáveis. O grupo com lesão à esquerda apresentou pior desempenho nos testes de marcha e independência funcional, enquanto que o grupo com lesão à direita (HD- e HD+, respectivamente) obteve maior comprometimento na atenção espacial e no controle postural. Mesmo que não tenha sido determinante para a assimetria das respostas, visto que tanto HD+ como HD- apresentaram o mesmo padrão de acometido, quando comparados os pacientes do grupo com lesão à direita, aqueles com heminegligência apresentaram desempenho pior do que aqueles sem heminegligência, em relação à evolução funcional. No que se refere à percepção visual, os resultados mostraram que os pacientes HE- foram seletivamente mais prejudicados na detecção de altas freqüências, enquanto pacientes com lesão à direita (independentemente se HD- ou HD+) tiveram um pior desempenho na detecção de baixas freqüências. Em relação às freqüências médias, os pacientes tiveram um padrão de desempenho semelhante, não diferindo entre os grupos e apresentando limiares menores apenas em relação ao GC. As descobertas encontradas sugerem a existência de processamentos distintos relacionados a aspectos funcionais e visuais, com os dois hemisférios participando destes processos de formas diferentes.
Abstract: This study aimed to analyze the evolution of functional and visual perception of patients with lesions in right and left hemisphere during the acute stage, subacute and chronic stroke. The study included 40 participants, involving patients with right-hemisphere lesions with and without hemineglect (RH+ and RH-, respectively), patients with lesions in the left hemisphere without hemineglect (LH-) and healthy subjects (CG). The socio-demographic and the clinic assessments were performed in hospital stay, and thereafter assessments were performed to functional evolution and visual perception. The analysis of the functional evolution involved spatial attention, postural control, gait and functional independence. As for the evolution of visual perception, we analyzed the contrast sensitivity curve of the participants through the psychophysical forced-choice, having been employed stimuli like sinusoidal grid with spatial frequencies of 0.6, 2.5 and 10.0 cycles per degree of visual angle (cpd). These assessments were performed after 1 month of vascular injury and repeated in 3 and 6 months after the episode of stroke. There were no significant differences between groups with respect to socio-demographic variables (χ2=6.42, p<0.08) and were not found direct correlations between neuropsychological performance and the side affected by stroke (p>0.05). Concerning the rate of recovery, there was improvement of all variables over the three stages of stroke. The patients (RH-, RH+ and LH-) lower performance achieved in the functional and visual perception when compared to healthy subjects. The group with damage to the left had a worse performance on tests of gait and functional independence, whereas the group with lesions to the right (RH- and RH+, respectively) showed greater impairment in spatial attention and postural control. Although both RH- and RH+ showed the same pattern of involvement, when compared the group of patients with lesions to the right, those with hemineglect had worse performance than those without hemineglect, in relation to the functional evolution. With regard to visual perception, the results showed that patients LH- were selectively more impaired in the detection of high frequencies, while patients with lesions to the right (RH- or RH+) had a worse performance in the detection of low frequencies. In relation to medium frequency, patients had a similar pattern of performance and presenting lower thresholds only for the CG. The findings obtained suggest that distinct processes related to visual and functional aspects, with both hemispheres participating in these processes in different ways.
Keywords: Acidente cerebrovascular
Lateralidade funcional
Percepção visual
Stroke
Functional laterality
Visual perception
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Psicologia Social
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: ANDRADE, Suellen Mary Marinho dos Santos. Influência da assimetria hemisférica na evolução funcional e perceptivo-visual após acidente vascular cerebral. 2012. 96 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2012.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6946
Issue Date: 28-Feb-2012
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File SizeFormat 
arquivototal.pdf1.51 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.