???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6953
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Crenças Sociais acerca das diferenças entre homens e mulheres e suas relações com a Percepção da Violência do homem contra a mulher
???metadata.dc.creator???: Almeida, Juliana Barbosa Lins de
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Costa, Joseli Bastos da
???metadata.dc.description.resumo???: A violência contra a mulher é um fenômeno social complexo devido à multiplicidade de suas formas de expressão e sua percepção se dá a partir de várias dimensões perceptiva. Por se tratar de um fenômeno intrinsecamente engendrado no âmago da cultura patriarcal, muitas de nossas crenças já se encontram disseminadas pela força do hábito. A permissividade social à violência do homem contra a mulher fornece uma espécie de passe livre para os homens cometerem várias expressões da violência, sem que estas sejam percebidas e consideradas como tal. Pode-se observar isso no quotidiano de nossas relações pelo duplo discurso e pela dupla moral ao avaliarmos a violência. Sendo assim, o presente trabalho teve como principal objetivo analisar o fenômeno da violência contra a mulher como um problema social e de gênero, propondo a análise das relações existentes entre as crenças sociais essencialistas e construtivistas acerca das diferenças entre homens e mulheres e a percepção da violência do homem contra a mulher. O mesmo foi realizado na cidade de João Pessoa, Paraíba numa amostra composta por 449 estudantes, entre secundaristas e universitários. Como instrumentos foram utilizados, além do questionário sócio demográfico, uma escala de crenças sociais acerca das diferenças entre homens e mulheres e um questionário de percepção social da violência do homem contra a mulher, que, a partir de histórias que relatavam situações de violência, avaliou a percepção a partir das dimensões da comunidade, da categorização, da justificação e da punição. Os resultados foram analisados através do SPSS 13.0. Após análise descritiva das dimensões avaliativas da percepção da violência, percebeu-se que, em geral, os tipos de violência do homem contra a mulher mais salientes a percepção são a violência física e a violência sexual. Os resultados demonstraram ainda que tanto a posição relativa dos sujeitos no contexto social da violência quanto a sua adesão a uma posição essencialista naturalizadora ou a uma posição construtivista social afetam a percepção e a construção social dos significados da violência do homem contra a mulher.
Abstract: Violence against women is a complex social phenomenon due to the multiplicity of its forms of expression and its realization comes from several perceptual dimensions. Because it is inherently a phenomenon engendered in the heart of patriarchal culture, many of our beliefs are already spread by force of habit. The social permissiveness of violence of man against the woman provides a kind of "free pass" for men committing various expressions of violence, without it being perceived and treated as such. You can see this in our everyday relations by double talk and double standards when assessing violence. Thus, the present study had as main objective to analyze the phenomenon of violence against women as a social and gender analysis of the proposed relationship between essentialist beliefs and social constructivists on the differences between men and women and the perception of violence of man against the woman. The program was held in the city of João Pessoa, Paraíba in a sample of 449 students between high school and college. The instruments were used, as well as socio demographic questionnaire, a range of social beliefs about the differences between men and women and a questionnaire of social perceptions of violence of man against the woman, who, from stories that reported cases of violence, assessed the perception from the dimensions of the community, categorization, and the justification of punishment. The results were analyzed using SPSS 13.0. After descriptive analysis of the evaluative dimensions of the perception of violence, it was noted that, in general, the types of violence of men against women salient perception are physical violence and sexual violence. The data also showed that both the relative position of the subjects in the social context of violence and their commitment to an essentialist position naturalizing or a social constructivist position affect the perception and the social construction of the meanings of violence of men against women.
Keywords: Violência contra a mulher
Crenças essencialistas
Crenças construtivistas
Percepção social
Violence against women
Essentialism beliefs
Constructivism beliefs
Social perception
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Psicologia Social
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: ALMEIDA, Juliana Barbosa Lins de. Crenças Sociais acerca das diferenças entre homens e mulheres e suas relações com a percepção da violência do homem contra a mulher. 2007. 140 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2007.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6953
Issue Date: 21-Mar-2007
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File SizeFormat 
arquivototal.pdf739.28 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.