???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6958
???metadata.dc.type???: Tese
Title: A Criminalização da Juventude Pobre na Paraíba: Reflexões acerca das Mudanças e Permanências
???metadata.dc.creator???: Amorim, Tâmara Ramalho de Sousa 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Alberto, Maria de Fatima Pereira
???metadata.dc.description.resumo???: A categoria juventude pode ser vista como uma condição social e pode ser considerada em seu plural juventudes. Esta dissertação tratará de uma juventude específica: a juventude pobre, a qual historicamente tem sido submetida a medidas de disciplinarização, através, por exemplo, da internação em instituições. Na Paraíba, dentre as instituições criadas para intervir com esses jovens registram-se a instituição Pindobal e o Centro Educacional do Adolescente CEA. A primeira foi criada no ano de 1929 e a segunda, em 1990. Ao longo da história, estas instituições foram responsáveis por receber os jovens abandonados ou que cometeram ato infracional. Diante do exposto, a presente dissertação tem como objetivo geral analisar a criminalização da juventude pobre e os processos de subjetivação através da história da institucionalização das práticas punitivas na Paraíba, de Pindobal ao CEA. E como objetivos específicos: identificar o perfil de ex-internos e educandos; contar a história da instituição Pindobal; contar a história da instituição CEA; caracterizar as formas de práticas punitivas aplicadas aos jovens pobres, de Pindobal ao CEA; identificar o discurso da Psicologia na institucionalização das práticas punitivas no contexto do CEA; e analisar a subjetivação de ex-internos e educandos a partir do processo de institucionalização. O embasamento teórico se dá sob a perspectiva pós-estruturalista de Foucault, a partir das categorias Institucionalização, Criminalização, Práticas Punitivas e Subjetivação. Em relação ao método, o lócus da pesquisa se constituiu de institutos históricos, arquivos de jornais, conselhos de direito e as instituições Pindobal e CEA. Foram entrevistados 19 participantes (número definido pela técnica de saturação dos dados) distribuídos em 05 grupos: ex-internos de Pindobal, ex-profissionais de Pindobal, educandos do CEA, profissionais do CEA e informantes de história oral. Como técnicas e instrumentos, foram utilizados pesquisa documental e entrevistas semiestruturadas. Para a última utilizou-se roteiros diferenciados para os participantes, considerando-se o grupo de ex-internos e educandos, e o grupo de profissionais. As entrevistas foram gravadas, transcritas e submetidas à Análise Crítica do Discurso, a partir das seguintes categorias: quem fala? De onde fala? Que efeito de sentido gera? Que discursos aparecem? A partir de que acontecimento se reconta a história? Que história a oralidade revela? Os resultados apontaram que o perfil dos ex-internos e educandos é formado por jovens provenientes das classes baixas, ou seja, por jovens pobres. Indicaram ainda que as práticas punitivas aplicadas aos jovens pobres de Pindobal e CEA se constituíram, de modo geral, em punições físicas e aprisionamento; que o discurso da Psicologia no contexto do CEA se configurou por ser um discurso individualizante; e que a subjetivação de ex-internos e educandos pode ser analisada, entre outros aspectos, pelo histórico de institucionalização que eles apresentam e pela internalização de discursos. O conjunto geral dos achados na pesquisa trouxe a história de jovens pobres, abandonados, delinquentes . Esses jovens são sujeitos que vão se engendrando a partir de práticas que estão sedimentadas na instituição. E a história desses jovens é a história da criminalização pela via de quem a viveu.
Abstract: The youth category can be seen as a social condition and can be considered in its plural - youths. This dissertation will address to a specific youth: the poor youth, which historically has been subjected to disciplinary measures, for example, through institutionalization. In Paraíba, among the institutions created to intervene with these young, the Pindobal institution and the Adolescent Educational Center (Centro Educacional do Adolescente CEA) stand out. The first one was created in 1929, and the second one in 1990. Throughout history, these institutions were responsible for receiving abandoned young or those who have committed some infraction. Given the above, the general objective of this dissertation is to analyze the criminalization of the poor youth and the subjectivation processes through the institutionalization history of punitive practices in Paraíba, from Pindobal to CEA. And the specific objectives are identify the profile of former inmates and students; to tell the story of the Pindobal institution; tell the story of the CEA institution; characterize the forms of punitive practices applied to poor youth, from Pindobal to CEA; identify the discourse of psychology on the institutionalization of punitive practices in the context of the CEA institution; analyze the subjectivation of former inmates and students from the institutionalization process. The theoretical framework follows the post-structuralist perspective of Foucault, as from the categories Institutionalization, Criminalization, Punitive Practices and Subjectivation. Regarding the method, the locus of the research consisted of historical institutes, newspaper archives, Councils of law and Pindobal and CEA institutions. Nineteen participants were interviewed (the number was defined by the technique of data saturation), divided into 05 groups: former Pindobal inmates, former Pindobal professionals, students from CEA, CEA professionals and oral history informants. The techniques and instruments used were document research and semi-structured interviews. For the latter, different interview guides were used for participants, considering the group of former inmates and students, and the group of professionals. The interviews were recorded, transcribed and submitted to Critical Discourse Analysis, as from the following categories: Who speaks? From where does he or she speak? What effect of meaning does it generate? Which discourses appear? From which event is the story retold? Which history does the orality reveal? The results showed that the profile of former inmates and students consists of young people from the lower classes, ie, poor youth. They also indicated that: punitive practices applied to poor young from Pindobal to CEA were, in general, physical punishment and imprisonment; the discourse of psychology in the context of CEA was configured to be an individualizing discourse; and the subjectivation of former inmates and students can be analyzed, among other aspects, through the history of institutionalization that they present, and through the internalization of discourses. The general set of findings in this research revealed the history of poor, abandoned, orphaned, "delinquent" young. These are subjects who engender themselves from practices that are settled down in the institution. And the story of these young people is the story of the criminalization through the way of those who lived it.
Keywords: Criminalização
Juventude pobre
Práticas Punitivas
Subjetivação
Criminalization
Poor youth
Punitive Practices
Subjectivation
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Psicologia Social
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: AMORIM, Tâmara Ramalho de Sousa. A Criminalização da Juventude Pobre na Paraíba: Reflexões acerca das Mudanças e Permanências. 2013. 177 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2013.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6958
Issue Date: 26-Feb-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File SizeFormat 
arquivototal.pdf1.45 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.