???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/7016
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: A Relação entre Religiosidade, Culpa e Avaliação de Qualidade de Vida no Contexto do HIV/AIDS
???metadata.dc.creator???: Medeiros, Bruno 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Saldanha, Ana Alayde Werba
???metadata.dc.description.resumo???: Com o advento dos medicamentos antirretrovirais, a AIDS passou a ser representada como uma doença crônica. Como consequência houve um maior prolongamento na vida de pessoas soropositivas ao HIV/AIDS levantando-se questões como: enfrentamento diante da doença, relevância das redes de apoio social e qualidade de vida. Nesse contexto, o construto qualidade de vida começou a fazer parte da abordagem de políticas públicas de saúde no contexto de HIV/AIDS e veio englobar diversas dimensões em sua avaliação. Portanto, o presente estudo objetivou investigar a relação entre religiosidade, sentimento de culpa e percepção da qualidade de vida em pessoas soropositivas para HIV/AIDS. Método: Participaram do presente estudo, de forma não probabilística e acidental, 90 pacientes de um hospital de referência no atendimento de pessoas soropositivas ao HIV/AIDS em João Pessoa-PB, na faixa etária de 19 a 48 anos (M = 33,7; DP = 6,6), de ambos os sexos, sendo 56% do sexo masculino e 63,3% residiam na área metropolitana de João Pessoa. Os participantes responderam os seguintes instrumentos: Instrumento de Avaliação de Qualidade de Vida da Organização Mundial de Saúde (WHOQOL-BREF); Questionário de Avaliação de Atitude Religiosa (QAAR); Escala Multidimensional de Culpa e um Questionário Sócio-demográfico e Clínico. Os dados foram submetidos a análises descritivas e bivariadas (correlação); utilizou-se o teste t de Student para se verificar as diferenças entre as médias de grupos-critérios. Realizou-se também uma análise de regressão múltipla (stepwise) com o objetivo de verificar quais variáveis melhor explicariam a qualidade de vida para a presente amostra. Resultados: Em relação aos dados clínicos, o tempo de diagnóstico dos pacientes variou de 1 até 28 anos (M=6,25; DP=4,91), 87,8% faziam uso da terapia antiretroviral e 60% relataram não terem contraído doenças oportunistas. A contagem dos linfócitos CD4 variou 32 até 1250 mm³ (M=524,6; DP=274,83). Verificou-se boa avaliação de qualidade de vida entre os pesquisados (M=65; DP=19,9), contatando-se que as mulheres avaliaram melhor o domínio Físico do que os homens (t = 2,29; gl = 82,9; p = 0,02). Observou-se relação entre o domínio religiosidade/espiritualidade e crenças pessoais (RECP) e a avaliação de qualidade de vida geral (r = 0,33; p = 0,001); o domínio RECP também se correlacionou com os domínios psicológico (r = 0,39; p = 0,001), social (r = 0,41; p = 0,001) e ambiental (r = 0,35; p = 0,001) do WHOQOL-BREF. Além desses resultados, as mulheres apresentaram maiores médias de atitude religiosa que os homens (t = 2,12; gl = 88; p = 0,03). Foi também verificada correlação inversa entre culpa temporal e domínio físico de qualidade de vida (r = -0,37; p = 0,001). Entre os pacientes sintomáticos, houve correlações inversas entre o domínio físico e as dimensões de culpa temporal (r = -0,63; p = 0,001), culpa subjetiva (r = -0,38; p = 0,02) e culpa objetiva (r = -0,37; p = 0,02). Considerações Finais: Este estudo demonstrou que a religiosidade se apresenta como aspecto relevante na vivência de doenças, se evidenciando mais presente na percepção de qualidade de vida em pessoas com avaliações de saúde desfavoráveis, oferecendo suporte social, emocional e estrutural. Além disso, a presença de sentimentos de culpa com a progressão clínica da doença se tornou evidente, relacionando-se também com os domínios de qualidade de vida. Espera-se que esse estudo auxilie profissionais e pesquisadores a compreenderem melhor os diversos determinantes relacionados à saúde e que se evidenciam no cotidiano de pessoas que vivem com HIV/AIDS, favorecendo a elaboração de estratégias de ação que englobem esses aspectos.
Abstract: The advent of the highly active antiretroviral therapy contributed to the representation of AIDS as a chronic disease. As consequence, it can be observed a higher prolongation in the lives of seropositive people to HIV/AIDS, emerging questions such as: coping in front of the disease, the relevance of social support networks and quality of life. In this context, the construct quality of life has taken part of the approach of health public policies in the context of HIV/AIDS, and this concept comprises many dimensions in its evaluation. Therefore, this study aimed to investigate the relation among religiousness, sense of guilt and quality of life in people who live with HIV/AIDS. Method: About 90 patients participated of this study, in a non-probabilistic and accidental way. They were patients of a reference hospital in the care of seropositive people to HIV/AIDS in the city of João Pessoa-PB. Their age range varied from 19 to 48 years old (M = 33,7; SD = 6,6), about 56% were men and 63,3% lived in the metropolitan area of João Pessoa. The participants answered these instruments: World Health Organization Quality of Life Assessment Instrument (WHOQOL-BREF); Religiousness Attitude Assessment Questionnaire (RAAQ); Guilt Multidimensional Scale and a Socio-Demographic and Clinical Questionnaire. Data was submitted to descriptive and bivariate analyses (correlation); in order to verify differences between the averages of criterion groups was used the Student t test. A multiple regression analysis (stepwise) was performed in order to verify which variables would better explain the quality of life to this sample. Results: Concerning clinical data, time passed since the confirmation for diagnosis varied from 01 to 28 years old (M=6,25; SD=4,91), 87,8% of them had used the antiretroviral therapy and 60% told had not been infected by opportunists diseases. The CD4 lymphocyte count varied from 32 to 1250 mm³ (M=534,6; SD=274,83). It was verified a good evaluation of quality of life among the participants (M=56; SD=19,9), being women more satisfied with their physical domain than men (t = 2,29; df = 82,9; p = 0,02). The relation between the religiousness/spirituality/personal beliefs (RSPB) domain and evaluation of general quality of life was observed (r = 0,33; p = 0,001); the RSPB domain was also related to psychological (r = 0,39; p = 0,001), social (r = 0,41; p = 0,001) and environmental domains (r = 0,35; p = 0,001) of the WHOQOL-BREF. Furthermore, women demonstrated higher levels of religious attitude than men (t = 2,21; df = 88; p = 0,03). A negative correlation between guilt related to time and physical domain (r = -0,37; p = 0,001) was also found out. Among the symptomatic patients, there were inverse correlation among the physical domain and guilt related to time (r = - 0,63; p = 0,001), subjective guilt (r = - 0,38; p = 0,02) and objective guilt (r = -0,37; p = 0,02). This study demonstrated that religiousness is relevant in the existence of diseases, being more highlighted in the perception of quality of life in people with unfavorable health evaluation. Besides it, the presence of the sense of guilt in the clinical progression of the infection was evident. This presence was also related to the quality of life s domains. It is expected that this study will help professionals and researchers to better comprehend the variety of determinants related to health and have been present in the routine of people who live with HIV/AIDS, providing the elaboration of action strategies which can comprise these aspects.
Keywords: Psicologia social
Religiosidade
Qualidade de vida
HIV/AIDS
Psicologia social
Religiosidade
Qualidade de vida
HIV/AIDS
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Psicologia Social
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: MEDEIROS, Bruno. A Relação entre Religiosidade, Culpa e Avaliação de Qualidade de Vida no Contexto do HIV/AIDS. 2010. 99 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2010.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/7016
Issue Date: 5-Apr-2010
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf424.27 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.