???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/7017
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Concepções de mães e educadoras sobre desenvolvimento infantil
???metadata.dc.creator???: Matos, Maria dos Remedios Almeida 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Salomao, Nadia Maria Ribeiro
???metadata.dc.description.resumo???: Os estudos sobre concepções de pais e educadores a respeito do desenvolvimento infantil caracterizam uma importante área de pesquisa em Psicologia do Desenvolvimento. As concepções dos pais e educadores são desenvolvidas através de suas experiências pessoais, sociais e culturais, influenciando a interação adulto-criança. Com base nessa premissa, procurou-se analisar as concepções que os pais e os educadores têm a respeito do desenvolvimento infantil, acreditando que estas concepções, e/ou conjunto de idéias, que são compartilhadas entre os membros de uma comunidade, têm o objetivo de organizar a percepção dos pais e educadores a respeito da forma como os mesmos compreendem a criança. As concepções por sua vez possuem propriedades motivacionais, as quais funcionam como metas, interpretação da realidade, e compreensão do desenvolvimento infantil, e ainda, formas de como os pais e educadores cuidarão de seus filhos. A partir de uma proposta vigotskiana, a figura do mediador tem um papel relevante na promoção do desenvolvimento infantil, haja vista que é através do seu modo de pensar, conceber, acreditar, que se estabelecerão as práticas e consequentemente a forma de agir com as crianças, influenciando diretamente no seu desenvolvimento. Por si, o desenvolvimento não acontece de forma linear, mas sim por meio de alterações evolutiva, podendo variar em termos de avanços ou retrocessos, conforme o ambiente onde ocorre. O presente estudo teve como objetivo geral analisar as concepções das mães e das educadoras de crianças de 04 - 24 meses de idade sobre o desenvolvimento infantil. Como objetivos específicos foram verificadas as concepções das mães e das educadoras sobre desenvolvimento infantil e também se as mesmas são confluentes e ou divergentes. Trata-se de um estudo descritivo-analítico, numa abordagem qualitativa, tendo como campo de investigação três berçários da rede privada da cidade de João Pessoa, na Paraíba. Como instrumento foi utilizado uma entrevista semi-estruturada, com questionário sócio-demográfico, elaborada mediante os objetivos do estudo além de outras pesquisas já realizadas. Participaram do estudo 20 mães e 20 educadoras. O critério para escolha das participantes foi o de serem mães de crianças na faixa etária de quatro a vinte quatro meses, e para as educadoras, de que cuidassem especificamente dessas mesmas crianças. A escolha das crianças nessa faixa etária aconteceu devido à importância que tem os primeiros anos de vida para o desenvolvimento infantil. Todas as entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas a partir da análise de conteúdo categorial temática proposta por Bardin, com categorias que foram definidas a posteriori. Os resultados encontrados revelaram que mães e educadoras apresentaram concepções semelhantes do desenvolvimento infantil em alguns aspectos, porém foi possível perceber que as falas das educadoras apresentaram mais elementos no que se refere aos significados atribuídos ao desenvolvimento infantil. Esta pesquisa tem boa aplicabilidade para subsidiar ações em políticas educativas e sugere que haja estudos comparativos entre berçários particulares e públicos.
Abstract: The studies on conceptions of parents and educators as to the childlike development characterize an important area of inquiry in Psychology of the Development. The conceptions of parents and educators are developed through their personal, social and cultural experiences which affect the adult-child interaction. Based on this premise, we tried to analyze the concepts that parents and educators have about childhood development, believing that these concepts, and/ or set of ideas that are shared among members of a community, are intended to organize the perception of parents and educators about how they understand the child; and these concepts in turn have motivational properties, which serve as targets, as interpretation of reality and understanding of childhood development, and also, the different forms how parents and educators will take care of the children. From a Vygotskiana proposal, the figure of the mediator has an important role in promoting childhood development, since it is through his way of thinking, conceiving and believing that the practices will be laid down; and consequently how to act with the children, directly influencing their development. The development does not occur linearly by itself but through evolutionary changes; and it can vary in terms of developments or setbacks, according to the environment where it occurs. This study aimed to analyze the views of mothers and educators of children who were four to twenty four months of age on childhood development. With specific objectives, conceptions of mothers and educators were established about childhood development; and also, if they are confluent and / or divergent. This is a descriptive-analytical study with a qualitative approach on the field research of three nurseries from a private network in João Pessoa City on Paraíba State, Brazil. As an instrument of investigation, a semi-structured interview was used with a social-demographic questionnaire; it was prepared by means of the objectives of the study besides other already fulfilled inquiries. Participating of the study were twenty mothers and twenty educators. The criterion for selection of participants was to be mothers of children from four to twenty four months of age, and for educators that specifically take care of those children. The choice of this age group was due to the importance of the early years of life for childhood development. All interviews were taped, transcribed and analyzed from the standpoint of the thematic-categorical content proposed by Bardin, with categories that were defined later. The results revealed that mothers and teachers had similar notions of childhood development in some respects, but we could perceive that the testimonies of the educators had more elements in relation to the meanings attributed to childhood development. This research has good applicability to support programs in educational policies and suggests that there must be studies comparing public and private nurseries.
Keywords: Concepções de desenvolvimento infantil
Berçários
Mães
Educadoras
Conceptions of childhood development
Nurseries
Mothers
Educators
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Psicologia Social
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: MATOS, Maria dos Remedios Almeida. Concepções de mães e educadoras sobre desenvolvimento infantil. 2010. 109 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2010.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/7017
Issue Date: 17-Sep-2010
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf748.51 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.