???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/8516
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Afetividade em pauta: a contribuição das emoções para a formação e prática das professoras de educação infantil
???metadata.dc.creator???: Peixoto, Vanessa Alessandra Cavalcanti 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Rodrigues, Janine Marta Coelho
???metadata.dc.description.resumo???: Entendendo a criança de forma integral e sistêmica, defendemos que a afetividade constitui um aspecto que precisa ser conhecido e estudado com seriedade e afinco, assim como o aspecto cognitivo, tão valorizado desde os primórdios da educação formal. Mas não somente esses, os demais aspectos, como o biológico, o social, o psicológico, devem ser vistos de forma entrelaçada e não estanque, compartimentalizada. Esse conhecimento científico é primordial no trabalho com crianças pequenas, e deve estar presente nas discussões dos processos formativos e nas práticas das professoras de educação infantil, contribuindo para uma formação que possibilite, tanto ao profissional quanto à criança, subsídios para uma relação em que seja possível identificar as diversas formas de expressão das emoções, assim como a vivência educacional das mesmas. Nesse sentido, o presente trabalho objetiva apontar a afetividade como aspecto necessário para a formação e prática das professoras de educação infantil, mostrando a importância do aspecto afetivo para a relação adulto-criança e buscando propor a educação e vivência das emoções como possibilidade de uma educação mais humanizada, fundamental nas relações estabelecidas na educação infantil. Para tal, realizamos uma pesquisa bibliográfica, a partir dos pressupostos de Kramer, Kuhlmann, Àries, Rossetti-Ferreira, Oliveira, etc. para falar sobre criança, infância, educação infantil, creche e formação de professoras. Além disso, buscamos em Wallon (1971; 2007; 2008) a definição de afetividade de forma mais ampla, e Casassus (2009), Chabot D. e Chabot M. (2005) e Gonsalves (2015) como aporte teórico-metodológico para propor contribuições para a educação e vivências das emoções das professoras e, consequentemente, das crianças da educação infantil. A partir dos teóricos estudados, concluímos que a afetividade, através das emoções deve ser compreendida e estudada pelas professoras da educação infantil para que elas possam saber lidar com elas mesmas e com as crianças de forma equilibrada e saudável e assim, possibilitar um trabalho pedagógico afetivo.
Abstract: Understanding the child in a comprehensive and systemic way, affectivity is an aspect which must be known and studied seriously and in depth, just as the cognitive aspect, which has been very much valued since the early days of formal education. Not only those, but other aspects such as the biological, social and psychological should be all seen as being intertwined and not as static and compartmentalized. This scientific knowledge is crucial when working with small children and must be present when discussing the training process and practice of early childhood educators, contributing to training that will give both professionals and children the tools to build a relationship that can identify and address the many different ways one can express one’s emotions, as well as their educational experiences. In that sense, this study aims to point out affectivity as a necessary aspect for training and practices of early childhood educators, showing the importance of the affective aspect for the adult-child relationship and seeking to propose education and experiencing of emotions as a possibility for a more human education, which is fundamental in relationships established in early childhood education between educators and children. To do so, research in literature was conducted, based on the assumptions of Kramer, Kuhlmann, Àries, Rossetti-Ferreira, Oliveira, among others, to discuss the child, early childhood, daycare and educator training; of Wallon (1971; 2007; 2008) to define what we understand by affectivity in a broader way and of Casassus (2009), Chabot and Chabot (2005) and Gonsalves (2015) as a theoretical-methodological support to propose contributions to education and experiencing of emotions of educators and, consequently, of children in early childhood education. From the studied theoretical, we conclude that affection, through the emotions must be understood and studied by the teachers of early childhood education so that they can learn to deal with themselves and with children in a balanced and healthy way and thus enable an affective pedagogical work.
Keywords: Afetividade
Affection
Educação emocional
Educação infantil
Formação docente
Emotional education
Early childhood education
Teacher training
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Educação
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: PEIXOTO,Vanessa Alessandra Cavalcanti. Afetividade em pauta: a contribuição das emoções para a formação e prática das professoras de educação infantil. 2015. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/8516
Issue Date: 7-Jun- 15
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo Total1.38 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.