???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/9030
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Análise das ações de saúde mental na atenção básica: fragilidades e desafios
???metadata.dc.creator???: Castro, Israel Dias de 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Vianna, Rodrigo Pinheiro de Toledo
???metadata.dc.contributor.advisor2???: Moraes, Ronei Marcos de
???metadata.dc.description.resumo???: A potencialidade da Saúde Mental na Atenção Básica é defendida neste trabalho como uma questão estratégica para a consolidação da Reforma Psiquiátrica e Sanitária Brasileira. Considerando que o processo da Reforma Psiquiátrica Brasileira priorizou a desospitalização através de serviços substitutivos como o caminho estratégico para a desinstitucionalização, a inclusão de ações de saúde mental na atenção básica se mostra frágil e necessita de ampliação de suas ações. O objetivo geral do presente trabalho é construir um sistema de apoio à decisão sobre perfis predominantes de diversas ações para subsidiar tomadas de decisão na gestão em saúde, contextualizado com uma análise as ações de saúde mental na atenção básica do Brasil. Este trabalho explora os dados secundários da base de avaliação externa do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e Qualidade na Atenção Básica com entrevistas de 29.778 equipes de saúde da família e atenção básica. A análise das ações foi sistematizada pelas regiões do país. Foi construído um índice que gerou classificações. O Sistema de Apoio à Decisão sobre Ações de Saúde Mental na Atenção Básica, tem como modelo um algoritmo chamado de “Árvore de decisão parcial” – PART. A ferramenta apresentada pode subsidiar a tomada de decisões sobre ações de apoio matricial, institucional e educação permanente. O cenário é que a maioria das unidades de saúde não realizam um escopo mínimo de ações e registros de saúde mental. O perfil de ações mais predominante é: afirmaram atender aos usuários em sofrimento psíquico, mas carecem de ações destinadas à usuários em uso abusivo de álcool e outras drogas e de medicamentos psicotrópicos. Com isso, evidencia desafios para a ampliação e consolidação da Estratégia Saúde da Família e das Reformas Sanitária e Psiquiátrica Brasileira. Por fim, não há como sustentar a luta ideológica, cultural, assistencial e ético-política que defenda uma proposta assistencial se não temos como dar evidências de suas características, desenvolvimento e resultados. O fortalecimento das Reformas Sanitária e Psiquiátrica Brasileira certamente passam pela ampliação das ações de saúde mental na atenção básica.
Abstract: The potential of Mental Health in Primary Care is defended in this work as a strategic issue for the consolidation of the Brazilian Psychiatric and Sanitary Reform. Considering that the process of the Brazilian Psychiatric Reform has prioritized de hospitalization through substitutive services as the strategic path to deinstitutionalization, the inclusion of mental health actions in primary care is fragile and needs to expand its actions. The general objective of the present work is to build a decision support system about prevailing profiles of several actions to support decision making in health management, contextualized with an analysis of mental health actions in basic care in Brazil. This work explores secondary data from the external evaluation base of the National Program for Improving Access and Quality in Primary Care with interviews of 29,778 family health and primary care teams. The analysis of the actions was systematized by the regions of the country. An index that generated ratings was constructed. The Decision Support System for Mental Health Actions in Primary Care has an algorithm called the "Partial Decision Tree" - PART. The presented tool can subsidize the decision making on actions of support matrix, institutional and permanent education. The scenario is that most health facilities do not perform a minimal scope of mental health records and actions. The most prevalent action profile is: they stated that they serve users in psychological distress, but lack actions aimed at users who abuse alcohol and other drugs and psychotropic drugs. With this, it highlights challenges for the expansion and consolidation of the Family Health Strategy and the Brazilian Sanitary and Psychiatric Reforms. Finally, there is no way to support the ideological, cultural, social and political-political struggle that advocates an assistance proposal if we can not provide evidence of its characteristics, development and results. The strengthening of the Brazilian Sanitary and Psychiatric Reforms certainly goes through the expansion of mental health actions in primary care.
Keywords: Saúde mental
Atenção básica
Avaliação em saúde
Sistemas de apoio à decisão
Mental health
Primary care
Health assessment
Decision support systems
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
???metadata.dc.publisher.initials???: UFPB
???metadata.dc.publisher.department???: Ciências Exatas e da Saúde
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde
Citation: CASTRO, Israel Dias de. Análise das ações de saúde mental na atenção básica: fragilidades e desafios. 2017. 116 f. Dissertação (Mestrado em Modelos de Decisão e Saúde) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/9030
Issue Date: 31-Jan-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo Total2 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.